Nos dias 4 e 5 de Dezembro teve lugar em Vila do Porto, ilha de Santa Maria, o Seminário “Space 4 Small Islands”.

O evento foi organizado pela Secretaria da Educação, Ciência e Cultura, através do Fundo Regional para a Ciência (FRC), no contexto do projeto MaReS (Macaronesian Research Strategy). Descargar programa.

O objetivo do Seminário foi identificar linhas de investigação e desenvolvimento tecnológico (I&D) nas quais os atores macaronésicos (investigadores, empresas e setor público) podem ter vantagens competitivas em financiamentos comunitários específicos da área.

O primeiro dia foi dedicado à apresentação de atividades e capacidades por parte dos 7 grupos de investigação e das 6 empresas presentes, e incluiu uma componente liderada por um grupo de 4 peritos da Agência Espacial Europeia (ESA). Este foi um dos pontos altos do seminário, ao apresentar as modalidades de financiamento abertas pela ESA, e estudos de caso relevantes para a compreensão das oportunidades de desenvolvimento tecnológico identificadas pela mesma agência.

A manhã do dia de ontem foi dedicada a uma reflexão sobre as linhas de I&D e sobre as possíveis aplicações da tecnologia espacial. Organizados em dois grupos de trabalho, um dedicado à gestão de riscos e outro à observação ambiental, os participantes partilharam as suas experiências e debateram ideias. Os detalhes das conclusões do seminário serão publicados em breve na página internet do FRC, mas duas linhas principais emergiram da discussão:


  • As possibilidades de cooperação macaronésica no âmbito da utilização de dados de satélites devem centrar-se sobretudo no mar. Uma aplicação promissora desta tecnologia é o desenvolvimento de um serviço de identificação de áreas para a pesca de espécies pelágicas, como os atuns.

  • A necessidade de fortalecer os sistemas de comunicações regionais em casos de emergência através do recurso à comunicação via satélite.

Na conclusão do seminário, a ESA anunciou a intenção de colaborar com os governos regionais dos Açores, Madeira e Canárias no levantamento junto de vários setores, públicos e privados, das dificuldades e constrangimentos atualmente existentes e que poderiam ser resolvidos através do recurso à tecnologia espacial nas suas múltiplas vertentes.


 


Atlantic Forum